script ezpublish
ministerio publico federal
barra fundo
mpf

MPF/Caruaru denuncia assassinos de tesoureira dos Correios

O Ministério Público Federal (MPF) em Caruaru (PE) denunciou à Justiça Federal dois acusados do roubo à Agência dos Correios de Caruaru, Pernambuco, ocorrido em 17 de junho de 2005, que resultou na morte de Fátima Lúcio Bispo Fonseca, tesoureira da agência. Segundo consta na denúncia, ela foi executada, com dois tiros, para evitar um possível reconhecimento dos envolvidos no crime.

O MPF pede que Ernandes de Oliveira Melo, conhecido como Queimado, e Erenilson de Oliveira Melo sejam julgados pelo Tribunal do Júri e condenados pelos crimes de homicídio qualificado, roubo, sequestro e cárcere privado. As penas previstas são reclusão de 12 a 30 anos por homicídio qualificado, quatro a 10 anos por roubo e um a três anos por sequestro e cárcere privado.

Ameaças - Durante o roubo, que durou cerca de 40 minutos, os funcionários da agência foram mantidos sob ameaça de armas de fogo. Fátima Lúcio foi levada pelos acusados na fuga e morta com tiros a queima roupa, sem qualquer possibilidade de defesa, pois estava imobilizada com fita adesiva. Foram levados da agência 700 reais, um revólver calibre .38 e uma kombi, que era usada para recolher os malotes da agência. Os acusados também levaram uma motocicleta, carteira e celulares dos funcionários.

Os denunciados estão detidos na Penitenciária Dr. Ênio Pessoa Guerra, em Limoeiro, Pernambuco, pela prática de outros delitos. Eles atuaram juntamente com uma terceira pessoal, ainda não identificada. A audiência de interrogatório dos réus foi marcada para o dia seis de dezembro.

Processo nº 2005.83.02.001112-8